Retirada de brasileiros do Líbano pode estar chegando ao fim

A retirada de brasileiros do Líbano pode estar chegando ao fim porque o número de interessados em deixar o país com a ajuda do Itamaraty é cada vez menor. Nesta quarta-feira dois ônibus saíram do Vale do Bekaa para Damasco com 99 pessoas, de uma lista de 123 que haviam se registrado para viajar.?Vamos ter uma reunião amanhã (quinta) com o representante do Itamaraty para discutir a possibilidade de fazer mais uma viagem a aí encerrar a operação?, diz Khaled Haimur, um comerciante que age como líder comunitário informal organizando as saídas do Bekaa.O representante do Itamaraty na região, Ruy Amaral, confirma que o governo está ?estudando o que fazer porque um número reduzido de pessoas? está agora mostrando interesse em sair, mas prefere não falar em uma interrupção formal das retiradas.?Nas atuais condições a tendência é que, não havendo mudanças no quadro, as viagens podem parar por ora. Mas isso não significa que o processo não será retomado se a situação se agravar?, explica.Baixa presença Nas viagens organizadas para retirar brasileiros do Bekaa era grande o número de pessoas que se registravam e depois não apareciam para embarcar nos ônibus. Em geral apenas pouco mais de 50% viajaram.?Desta vez conversamos mais com as pessoas, explicamos que muitas dificuldades estavam sendo criadas por conta disso, e conseguimos embarcar 99 das 123 pessoas inscritas?, diz Haimur.Ele explica que atualmente há registro de cerca de 50 pessoas interessadas em deixar o país. ?Estamos ainda fazendo contatos e acho que talvez a gente chegue a umas 100 pessoas. Aí com mais uma viagem devemos conseguir tirar todo mundo que, por ora, quer ir?, diz.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.