Retirada parcial dos observadores da TIPH

Mais da metade dos observadores da força de presença internacional em Hebron, conhecida como TIPH, foi retirada desta cidade do sul da Cisjordânia, disseram à Ansa funcionários do organismo. Segundo as fontes, os observadores foram transferidos para a cidade jordaniana de Agaba. Em Hebron, permanecem apenas 40% dos funcionários da TIPH. A retirada parcial dos observadores poderia ser o prelúdio de uma ocupação militar israelense do setor palestino de Hebron, onde 400 colonos judeus vivem protegidos por soldados em meio a 120.000 palestinos. Em 26 de março, dois funcionários da TIPH, um prefeito turco e uma observadora suíça morreram em um atentado em Hebron, do qual israelenses e palestinos se acusam mutualmente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.