Retirado último corpo de rinque de patinação na Alemanha

A cidade do sul da Alemanha, onde o teto de um rinque de patinação desabou no início da semana, começa a velar seus mortos, depois que o 15º corpo sem vida foi retirado dos escombros, três dias depois do acidente. Acredita-se que o corpo encontrado nesta quinta-feira, de uma mulher de aproximadamente 40 anos, seja o último sob os destroços do rinque de patinação, cujo teto desabou aparentemente por causa do peso da neve e da falta de manutenção da estrutura. Uma investigação foi aberta para apurar as circunstâncias do desastre.Enquanto isso, as autoridades locais tentam acalmar a população de Bad Reichenhall, revoltada com as suspeitas de negligência. "É difícil acreditar que isso tenha acontecido conosco, e é impossível imaginar o sofrimento das famílias afetadas", comentou Agnes Nayer, de 62 anos, uma aposentada que vive em Bad Reichenhall, situada a apenas dez quilômetros da cidade austríaca de Salzburgo.O teto do rinque de patinação desabou repentinamente na tarde de segunda-feira, quando dezenas de pessoas brincavam no local. Doze crianças e três adultos morreram. Dezoito pessoas foram hospitalizadas. A descoberta do 15º corpo, aparentemente o último, permitiu que centenas de agentes de resgate exaustos pudessem começar a desarmar o aparato de busca, depois de uma operação cansativa, frustrante e perigosa.Visivelmente abatido, o prefeito de Bad Reichenhall, Wolfgang Heitmeier, declarou que os moradores da cidade e de seus arredores, onde viviam todas as vítimas, estão "em luto e profundamente tristes" com o desastre. Ele reconheceu, porém, que existe um sentimento de "raiva e ódio" contra ele e outras autoridades locais, por causa das suspeitas de negligência com a segurança do rinque construído na década de 70 do século passado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.