Réu em corte de Haia 'entrega-se' aos EUA

Acusado de crimes de guerra pelo Tribunal Penal Internacional (TPI) por seu envolvimento na guerra civil da República Democrática do Congo (RDC, ex-Zaire), o general Bosco Ntaganda "entregou-se" ontem, de surpresa, à embaixada dos EUA em Ruanda. Segundo o Departamento de Estado, o general - apelidado de "o exterminador" - pediu para ser enviado a Haia, a sede do TPI. Promotores internacionais acusam Ntaganda de recrutar crianças, ordenar massacres, perseguições contra grupos étnicos e estupros.  

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.