Reunião da Opep avalia queda preços no último trimestre

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) realiza nesta segunda-feira em Viena sua 142ª conferência ministerial, centrada em estudar a recente queda dos preços dopetróleo e fixar o nível da oferta conjunta desta matéria-prima para o último trimestre do ano.Os preços do petróleo retornaram ao nível que tinham há cinco meses, ao caírem mais de US$ 10 nas últimas quatro semanas desde os valores recordes alcançados no princípio de agosto, quando superaram os US$ 78 por barril em Londres e Nova York.Às vésperas da reunião, a maioria dos ministros se manifestaram a favor de manter sem mudanças o nível atual da oferta, que é a mais alta dos últimos 25 anos, apesar da forte queda dos preços.Os ministros de Energia e Petróleo dos onze países-membros se mostraram satisfeitos com a situação atual, pois consideram o mercado "bem abastecido", ao tempo que a economia mundial continua crescendo.Também se mostraram contentes com os preços atuais, pois apesar de caíram dos máximos históricos, continuam "altos", para alguns - como para a Argélia -, enquanto para outros os preços foram moderados ou até mesmo corrigidos.O mercado conta assim com que a Opep sancione um acordo para prolongar a vigência da cota atual de produção de dez dos onze países-membros (todos menos Iraque), fixada em 28 milhões de barris diários (mbd) desde 1º de julho de 2005.Além disso,espera-se que o Conselho de Ministros defina a convocação da próxima conferência, uma reunião extraordinária no princípio de dezembro, em Abuja (Nigéria).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.