Reunião de presidentes do Mercosul dura apenas 1h

Esvaziada pela crise argentina, demorou apenas uma hora a reunião de cúpula do Mercosul, em Montevidéu. No encontro, os presidentes do Brasil, Uruguai, Paraguai, Chile e Bolívia praticamente se limitaram a definir o texto de uma declaração de apoio e solidariedade à Argentina. O documento será lido pelo presidente do Uruguai, Jorge Batlle, que dará entrevista coletiva. O presidente Fernando Henrique Cardoso já deixou o recinto da reunião, com destino ao aeroporto, onde embarca às 12h30 de volta para o Brasil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.