Reunião entre Mahmoud Abbas e Ismail Haniyeh é cancelada

A reunião prevista para a noite desta quinta-feira entre o presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, e o primeiro-ministro designado, Ismail Haniyeh, foi cancelada e ainda não há uma data marcada para o novo encontro, informaram fontes oficiais palestinas. Há três semanas, o presidente palestino pediu oficialmente a Haniyeh, que liderou a lista do movimento extremista Hamas, vencedor nas eleições palestinas de 25 de janeiro, que formasse governo. Esse é o período de tempo inicial que tem um primeiro-ministro designado para apresentar uma proposta de governo. Segundo a lei palestina, depois dessas três semanas, Haniyeh dispõe de outras duas semanas adicionais e improrrogáveis, antes de Abbas se dirigir a outra pessoa para que forme governo ou convoque eleições antecipadas. Aparentemente, o Hamas espera os resultados das negociações com o Fatah - partido de Mahmoud Abbas e grande derrotado nas eleições - antes de apresentar sua proposta de governo. Fontes jornalísticas na Faixa de Gaza afiram que o Hamas tem preparados dois gabinetes alternativos: um formado por membros do Hamas, da Frente Popular para a Libertação da Palestina, da Frente Democrática e alguns tecnocratas; e outro no qual ainda não se cobriram todas as pastas, diante da possibilidade de o Fatah decidir se juntar ao Executivo. Os dirigentes das facções parlamentares do Fatah e do Hamas, Azzam al Ahmed e Mahmoud al Zahar, respectivamente, lideram as negociações. Ambos se reuniram esta tarde durante três horas na residência de Al Zahar na Cidade de Gaza e após a reunião, Al Ahmed disse que "ainda há assuntos de grande importância a serem resolvidos".

Agencia Estado,

09 Março 2006 | 17h14

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.