Reunião presidida por chefe interino decide ações em Israel

O primeiro-ministro interino de Israel, Ehud Olmert, que assumiu a chefia do Governo após a divulgação da gravidade do estado de saúde de Ariel Sharon, presidirá nesta quinta-feira uma reunião ministerial para analisar a situação do novo Executivo israelense.Sharon ingressou na noite desta quarta-feira no hospital Hadassah Ein Karem de Jerusalém, onde sofre intervenção cirúrgica após ter tido uma forte hemorragia cerebral, razão pela qual suas funções foram transferidas ao vice-primeiro-ministro e titular de Finanças, Ehud Olmert.Imediatamente após a divulgação do grave estado de saúde do primeiro-ministro israelense, o secretário do Governo, Yisrael Maimon, informou que, devido ao fato de Sharon ser submetido a anestesia geral, todas as atribuições de Governo deviam ser transferidos a Olmert.A decisão foi tomada pelo assessor jurídico do Governo, Menachem Mazuz, após reunião prévia com os membros da equipe médica que atende o primeiro-ministro.Segundo as leis israelenses, Olmert assumirá interinamente o governo por no máximo 100 dias. Os cidadãos israelenses irão às urnas em 28 de março para escolher seu futuro chefe do governo.A deterioração do estado de saúde do primeiro-ministro abre sérias dúvidas sobre o futuro de sua carreira política, em particular, e sobre o processo eleitoral em Israel, em geral.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.