Reunião vai testar acordo sobre abismo fiscal

O senador democrata Dick Durbin afirmou que a reunião que será realizada nesta tarde na Casa Branca entre o presidente Barack Obama e os líderes do Congresso será uma oportunidade de testar se um acordo bipartidário para evitar o chamado abismo fiscal é possível.

AE, Agência Estado

28 de dezembro de 2012 | 13h13

"Eu acredito que a reunião desta tarde é uma primeira chance de colocar os quatro líderes do Congresso em uma sala e ver se existe uma forma de evitar isso (o abismo fiscal)", disse Durbin a repórteres após um discurso no plenário do Senado.

A Câmara dos Representantes dos EUA voltará do recesso de Natal neste domingo, mas o presidente da Casa, o republicano John Boehner, indicou que não vai tomar a liderança e deve esperar um projeto do Senado. Questionado se o Senado é quem deve agir, Durbin disse que depende da possibilidade de um acordo bipartidário.

Segundo Durbin, o líder da maioria democrata no Senado, Harry Reid, "acredita que se nós estamos enfrentando uma obstrução dos republicanos e não há esperanças de um acordo ser aprovado na Câmara, então não faz sentido" o Senado aprovar um projeto para evitar o abismo fiscal. "Mas se um acordo bipartidário for possível, com uma estratégia cooperativa e definitiva, então é outra história", comentou Durbin.

O senador também sugeriu que o Senado pode realizar uma sessão neste sábado. "Eu estou presumindo que nós estaremos aqui durante o fim de semana", afirmou. As informações são da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
EUAABISMO FISCALREUNIÃO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.