Revisão da eliminação de eleições é adiada

Um tribunal egípcio adiou até o dia 24 a audiência de apelação contra a decisão que eliminou as eleições parlamentares e aprofundou a incerteza política durante uma crise econômica. O adiamento, segundo a corte, foi para permitir que haja mais tempo para estudar os argumentos do caso que jogou a etapa final da transição do Egito para a democracia pelos ares. O Egito está sem Câmara de Deputados desde meados do ano passado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.