Revista diz que Irã transformou míssil em foguete espacial

O Irã transformou um de seus mísseis balísticos num foguete com capacidade para instalar um satélite em órbita terrestre, segundo o site da revista Aviation Week & Space Technology.Em artigo, que será publicado também na edição de segunda-feira, a revista sugere que o foguete pode ocultar a possibilidade de o Irã fazer testes de tecnologias para mísseis de longo alcance.A publicação cita declarações do presidente da Comissão de Política Externa e Segurança Nacional do Parlamento iraniano, Alaoddin Boroujerdi. Ele afirmou que a nave espacial foi montada recentemente e "decolará em breve".A revista diz que Boroujerdi deu as declarações a um grupo de estudantes e clérigos na cidade de Wom, perto do local onde o Irã realizou testes de mísseis balísticos.Para a Aviation Week, a capacidade espacial independente do Irã pode preocupar Estados Unidos e Europa. "A instalação em órbita de seu próprio satélite constituiria uma poderosa mensagem para o mundo muçulmano sobre o regime xiita", acrescenta.A publicação informa que os órgãos americanos acham que o foguete seria uma variação do míssil Shahab 3, que, disparado do Irã, poderia atingir Israel, Arábia Saudita, toda a região do Golfo Pérsico e até o sul da Turquia.Além disso, existe a preocupação com a capacidade do Irã para criar um míssil balístico intercontinental com alcance de 4 mil quilômetros, que poderia chegar ao centro da Europa, à Rússia, China e Índia, segundo a Aviation Week.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.