Revista diz que papa já não lidera igreja

O papa João Paulo II perdeu sua capacidade de governar o Vaticano com mão firme e decidida, escreve a revista americana Newsweek, citando altas fontes do Estado pontifício, que permanecem no anonimato. O semanário cita um arcebispo: "Ele já não é um líder. Lê tudo o que lhe dão para ler. Na maior parte das vezes, assina o que lhe dão para assinar".O papa, que completa 82 anos em maio, está em precário estado de saúde - fato que, segundo outro semanário americano, alimenta os rumores de sua renúncia. Por sua vez, a Newsweek atribui a um cardeal esta declaração: "O papa não tem energia para fazer frente às diversas correntes dentro do Vaticano".O padre Peter Gumpel, um jesuíta que trabalha no Vaticano, disse, no entanto, o contrário da revista, assegurando que o papa continua sendo capaz de enfrentar seus compromissos. A Newsweek afirma que João Paulo II dedicou pouco espaço, em seus discursos de Páscoa, aos casos de pedofilia entre os sacerdotes católicos nos EUA.Segundo as fontes do semanário, a gestão do problema pelo papa foi influenciada pelo fato de "alguns de seus colaboradores serem reticentes a dizer toda a verdade a seu chefe em precárias condições de saúde".?O papa sabe o que está acontecendo nos EUA?, afirma um religioso americano, ?mas não cremos que seja necessário que conheça os detalhes mais escabrosos".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.