Revista publica 279 fotos e 19 vídeos de Abu Ghraib

A revista digital Salon.com publicou nesta quarta-feira 279 fotografias e 19 vídeos que mostram detalhadamente as práticas de abuso e tortura à qual foram submetidos os reclusos da prisão iraquiana de Abu Ghraib. O material, que faz parte das investigações internas promovidas pelo Exército dos EUA, está dividido em 10 partes com títulos como "Desumanização", "Ferimentos" e "Exploração sexual". Cada galeria vem acompanhada de um artigo da Salon.com relativo às investigações sobre os autores das humilhações, além de informações dadas pelo Pentágono e outras fontes. Com esta divulgação, a revista, com sede em São Francisco (EUA), deseja lembrar que, mais de dois anos depois de o escândalo ganhar as manchetes, em 2004, ainda não foram apresentadas acusações contra muitos dos responsáveis pelas humilhações. O Governo do presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, que recentemente anunciou seus planos de fechar a prisão situada no sul de Bagdá e transferir os detidos a outros centros no Iraque, "quer que o mundo ache que os abusos já foram resolvidos", segundo destaca em artigo Joan Walsh, diretora da revista. "No entanto, as incógnitas sobre o que ocorreu ali, e sobre quem foi responsável, não serão desfeitas com o fechamento de Abu Ghraib", disse Walsh. A diretora indicou no artigo que esta é a primeira vez que se publica o relatório completo do Exército, acompanhado de novos detalhes sobre o papel desempenhado pelo Serviço Central de Informação (CIA) e pelo próprio braço de investigação do Exército(CID) nos abusos descobertos.

Agencia Estado,

15 Março 2006 | 18h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.