Revogada condenação recorde de indústrias de cigarro

Uma corte de apelações de Flórida descartou um veredicto que condenava a indústria tabagista dos Eua a pagar uma indenização recorde de US$ 145 bilhões a milhares de fumantes. A Corte de Apelações do 3º Distrito disse que os fumantes não poderiam ter apresentado uma ação coletiva contra a indústria.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.