Kevin Lamarque / REUTERS
Kevin Lamarque / REUTERS

Riad libera mulheres sauditas a viajar sem autorização de 'tutor'

Segundo medida anunciada, mulheres com mais de 21 anos também poderão tirar passaporte sem autorização

Redação, O Estado de S.Paulo

01 de agosto de 2019 | 20h28
Atualizado 01 de agosto de 2019 | 22h20

RIAD - As mulheres sauditas poderão obter a partir de agora passaporte e viajar para o exterior sem a necessidade de autorização prévia de um “tutor”, anunciou nesta quinta-feira, 1º, a monarquia sunita da Arábia Saudita.

“Serão concedidos passaportes a todos os sauditas que solicitarem”, informou o jornal oficial Umm Al Qura, citando uma decisão do Executivo. De acordo com o diário Okaz, também ligado ao regime, as novas normas serão aplicadas às mulheres maiores de 21 anos.

O reino obriga as mulheres a obter a permissão de seus "tutores" masculinos - sejam o marido, o pai ou outros parentes homens - para se casar, renovar o passaporte ou sair do país.

As ativistas dos direitos das mulheres fazem campanha há décadas contra esse sistema, que transforma as mulheres em menores legais por toda a vida.

A decisão se dá em um contexto de liberalização impulsionada pelo príncipe-herdeiro saudita, Mohamed bin Salman - governista de fato do reino - para transformar o Estado conservador, muito criticado pelo tratamento dado às mulheres.

Entre as reformas que ele impulsionou está a decisão de eliminar a proibição para que as mulheres dirijam carros, que era única no mundo, bem como permitir a elas assistir a partidas de futebol junto com os homens e realizar trabalhos que não costumavam se enquadrar nos estritos limites dos tradicionais papéis de gênero.

Mas embora estas medidas estejam transformando a vida de muitas mulheres, os críticos consideravam que serão reformas cosméticas, enquanto o reino mantiver o sistema de "tutores", que concede aos homens uma autoridade arbitrária sobre suas familiares mulheres./ AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.