Rice diz que coalizão internacional no Iraque está intacta

A coalizão de forças internacionais presente no Iraque e liderada pelos EUA continua intacta depois do anúncio feito pelo Reino Unido de que reduzirá seu contingente militar naquele país, disse na quarta-feira, 21, a secretária americana de Estado, Condoleezza Rice.O primeiro-ministro do Reino Unido, Tony Blair, havia afirmado horas antes que centenas de soldados britânicos seriam retiradas do Iraque nos próximos meses.O anúncio apareceu no momento em que chegava ao território iraquiano um contingente adicional de milhares de soldados dos EUA com a meta de restabelecer a ordem em Bagdá."A coalizão continua intacta e, na verdade, ao Reino Unido continuará a ter milhares de soldados estacionados no sul do Iraque" afirmou Rice, em uma entrevista coletiva concedida ao lado do ministro alemão das Relações Exteriores, Frank-Walter Steinmeier."É parte de nossos planos a previsão de que, se for possível transferir responsabilidade na área de segurança aos iraquianos, as forças de coalizão não seriam mais necessárias naquelas circunstâncias", afirmou.Rice, que visitou o Iraque no sábado, disse ter conversado com o governo britânico sobre a situação do país e que as forças norte-americanas enfrentavam um tipo de ameaça diferente quando comparadas com as forças britânicas, estacionadas principalmente no sul iraquiano."Os britânicos fizeram o que prevê o plano para o país como um todo, o que significa transferir responsabilidade na área de segurança aos iraquianos à medida que a situação permitir," afirmou.Blair disse que o número de soldados britânicos no Iraque diminuiria em 1.600, nos próximos meses. Mas ressaltou que os militares do Reino Unido continuariam no Iraque ao longo de 2008, caso a presença deles continue a ser requisitada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.