Rice e Straw: nomeação de primeiro-ministro cabe a iraquianos

A secretária de Estado americana, Condoleezza Rice, e seu colega britânico, Jack Straw, disseram hoje em entrevista coletiva conjunta que a escolha e a nomeação de um primeiro-ministro é um assunto que cabe aos iraquianos. Além disso, advertiram que os sucessivos fracassos na formação de um Governo para o Iraque não são bons para os interesses do país."Necessitamos um primeiro-ministro forte que restaure a estabilidade no país, mas não somos nós que temos que decidir quem será essa pessoa", disse Rice na entrevista coletiva realizada na Zona Verde. "O vazio político que existe neste momento não contribui para a situação de segurança no país", disse Straw em referência à atividade dos grupos da insurgência sunita e dos assassinatos em represália perpetrados por comandos xiitas."O mais importante é acelerar os esforços para conseguir (nomear) um primeiro-ministro", afirmou Rice, que repetiu várias vezes que "não cabe a nós decidir como deve ser resolvido este assunto de chegar a um nome de consenso". Embora os sunitas, curdos e xiitas laicos se oponham ao nome deIbrahim al-Jaafari, que é o primeiro-ministro em fim de mandato, o problema é que este foi eleito pela maioria parlamentar formada pelos votos da Aliança Unida Iraquiana, xiita confessional."Não acho que escape aos dirigentes iraquianos a importância de formar um Governo de união nacional. Esse Governo deve ser formado o mais rápido possível para pôr o Iraque no caminho da democracia e a estabilidade", afirmou Rice. Rice e Straw chegaram na manhã de domingo a Bagdá em uma visita surpresa, uma semana antes do terceiro aniversário da queda do regime de Saddam Hussein, em 9 de abril de 2003, e quando o país está mais de três meses (desde as eleições de 15 de dezembro) com um Governo interino e discutindo sem resultados a formação do Governo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.