Rice exige que Peretz amenize as restrições aos palestinos

A secretária de Estado americana,Condoleezza Rice, exigiu nesta quinta-feira ao ministro da Defesa de Israel, AmirPeretz, que amenize as restrições sobre a população palestina,especialmente nas passagens de fronteira com Israel. Rice encontrou Peretz depois de se reunir com a ministra doExterior de Israel, Tzipi Livni, após ter se encontrado naquarta-feira com o presidente da Autoridade Nacional Palestina(ANP), Mahmoud Abbas, e de ter jantado com o primeiro-ministroisraelense, Ehud Olmert. Peretz afirmou durante a reunião que a adoção de medidashumanitárias "é algo de interesse mútuo" e destacou que tem intençãode melhorar a situação para os palestinos nas passagensfronteiriças, entre elas a de Rafah, entre Gaza e Egito. Por isso, Peretz fez um acordo com Rice para a instalação demáquinas modernas para detectar explosivos e armas, a fim deacelerar a passagem de viajantes e mercadorias entre a Faixa de Gazae Israel, disseram fontes ligadas ao titular da Defesa. Também disse a Rice que "a chave para promover o processo de pazcom os palestinos é a libertação do soldado israelense GiladShalit". Durante seu encontro com Olmert, Rice pediu a libertação deprisioneiros palestinos em Israel, que seriam 10 mil, para "ajudar opresidente Abbas" em sua luta política com o primeiro-ministro daANP, Ismail Haniye, do Hamas. Olmert prometeu à chefe da diplomacia americana que em breve apassagem fronteiriça de Karni - vital para a economia em Gaza - seráreaberta, mas não libertará prisioneiros antes que o soldado Shalitseja libertado. Segundo comunicado de imprensa do escritório doprimeiro-ministro, Olmert condicionou a libertação de presospalestinos à libertação de Shalit pelos comandos de Gaza, que ocapturaram em junho em uma base militar. Segundo Olmert, essa libertação também seria uma condição para sereunir com o presidente Abbas e tentar retomar o processo de pazentre seus respectivos povos. Em seu encontro na cidade cisjordaniana de Ramala naquarta-feira, Rice tinha se mostrado "muito preocupada" com a criepolítica e econômica que atinge a população palestina e por suascondições humanitárias, e prometeu a Abbas interceder diante deIsrael.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.