Rice fará hoje visita histórica à Líbia

A secretária de Estado norte-americano, Condoleezza Rice, declarou-se ansiosa pela visita oficial que fará hoje à Líbia, tornando-se a primeira funcionária de alto escalão do governo americano a visitar o país do norte da África em mais de meio século. "Estou muito ansiosa por isso", disse Rice em Lisboa antes de embarcar para Trípoli, onde se reunirá com o líder líbio, Muamar Kadafi, para colocar fim a um período de quase três décadas de desentendimentos entre os dois países."Este é um momento histórico, que ocorre depois de muita dificuldade, depois de muita gente ter passado por sofrimentos que nunca serão esquecidos nem aplacados, americanos em particular", declarou Rice em entrevista coletiva concedida em Lisboa."Também é preciso notar que esse momento ocorre depois da decisão histórica da Líbia de abandonar suas armas de destruição em massa e de renunciar ao terrorismo. A Líbia é um lugar que está mudando e quero conversar sobre como essas mudanças estão acontecendo", prosseguiu.As relações bilaterais atravessaram sua pior crise na década de 1980, quando houve atos extremistas com envolvimento do governo líbio e retaliações americanas. O ex-presidente americano Ronald Reagan chegou a chamar Kadafi de "cachorro louco".A situação começou a mudar de rumo em 2003, quando Kadafi prometeu abandonar seus programas de armas químicas, biológicas e nucleares e compensar familiares de vítimas de ataques atribuídos à Líbia, levando Washington a rever suas restrições a Trípoli.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.