Rice pede a palestinos que reformem forças de segurança

Na busca de um novo impulso à políticados Estados Unidos para o Oriente Médio, a conselheira desegurança nacional da Casa Branca, Condoleezza Rice, pediu, nestasegunda-feira, ao primeiro-ministro da Autoridade NacionalPalestina (ANP), Ahmed Qureia, que siga adiante com a formaçãode forças de segurança capazes de prevenir atentados contraIsrael. A reunião entre Rice e Qureia em Berlim tinha como objetivodemonstrar que o governo americano apoia a criação de um Estadopalestino, mas continua pressionando por reformas mesmo em meioa uma nova ofensiva militar israelense que obrigou palestinos aabandonarem suas casas no campo de refugiados de Rafah, na Faixade Gaza. Delegados palestinos exigiram uma ação americana para impedirque Israel continue demolindo casas de palestinos e obtiveramuma promessa de que Washington "agirá agora para interromper oque vem acontecendo em Rafah", declou Nabil Shaath, chanceler daANP. Em conversa com jornalistas, Rice não chegou a confirmar queos EUA intercederiam junto a Israel para interromper asdemolições, limitando-se a dizer que a Casa Branca já manifestouem diversas ocasiões a opinião de que a demolição de casas depalestinos pelo Estado judeu "não conduz" à paz.Depois de reunir-se em Moscou com o presidente da Rússia,Vladimir Putin, Rice também conversou sobre a situação no Iraquedurante uma convenção com conselheiros de segurança nacional dedez países europeus em Berlim. Ela manifestou a esperança de que o Conselho de Segurança daOrganização das Nações Unidas aprovará em breve uma resoluçãopara coincidir com a transmissão de poder no Iraque a um governointerino, prevista para 30 de junho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.