Rice pede ao Hamas que aceite paz proposta pela Liga Árabe

A secretária de Estado americana, Condoleezza Rice, pediu nesta terça-feira em Jidá, na Arábia Saudita, ao movimento palestino Hamas que aceite a iniciativa de paz da Liga Árabe, que inclui o reconhecimento do Estado de Israel. Em entrevista coletiva ao lado do príncipe Saud al Faisal, ministro de Relações Exteriores saudita, Rice acusou Damasco de servir de conexão entre Teerã e a milícia xiita libanesa Hezbollahna entrega de armas. "Esperamos que os líderes do Hamas aceitem o que a comunidade internacional reivindica", disse Rice ao comentar a iniciativa de paz árabe, proposto em Beirute em março de 2002. O plano, lançado pelo então príncipe herdeiro saudita, Abdala benAbdelaziz, pede que os países árabes reconheçam o Estado de Israel, inclusive estabelecendo relações diplomáticas. A contrapartida seriaa retirada israelense dos territórios árabes ocupados, entre elesJerusalém e as Colinas de Golã, e a criação de um Estado palestino. "O Hamas foi eleito pelo povo, mas tem sido incapaz de se unir ao consenso internacional para dar uma vida melhor aos palestinos",acrescentou Rice. A secretária de Estado americana pediu um governo que tenha "oconsenso de todos os palestinos". No entanto, não quis responder a uma pergunta sobre a possível queda do governo do Hamas. "Não possoprever algo assim, mas o povo palestino precisa de um governo que satisfaça a suas reivindicações", disse. Rice lembrou que os Estados Unidos apóiam o presidente da Autoridade Nacional Palestina, Mahmoud Abbas, "em questões de política e de segurança". Ela também se referiu à Síria, criticando seu governo por não "combater o terrorismo e o extremismo". "A Síria continua enviando armas do Irã para o Hezbollah, além de servir de base à Jihad Islâmica e ao Hamas". A secretária pediu ao Irã que pare com seu programa de enriquecimento de urânio para não "enfrentar sanções" da comunidadeInternacional. Já o ministro saudita alertou para o risco do extremismo e do terrorismo na região, caso não seja solucionado o conflito entre israelenses e palestinos. Condoleeza Rice chegou na noite de segunda-feira à Arábia Saudita, primeiraetapa de sua viagem pelo Oriente Médio. Ela também deve visitar Egito, Israel e os territórios palestinos. Segundo a imprensa árabe, entre os principais objetivos da viagem está a formação de uma aliança entre os países do Golfo Pérsico, Egito e Jordânia "para enfrentar a ameaça que pode ser representadapela Síria, pelo Irã e pelos movimentos radicais".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.