Rice rebate críticas de Clinton sobre guerra ao terror

A secretária de Estado Condoleezza Rice contestou as afirmações do ex-presidente Bill Clinton de que ele fez mais do que seus críticos conservadores, para perseguir a Al-Qaeda. Em entrevista publicada nesta terça-feira, Condoleezza afirma que a administração Bush perseguiu agressivamente o grupo terrorista antes mesmo dos ataques de 11 de Setembro."O que fizemos durante os oito meses foi no mínimo tão agressivo quanto o que a administração Clinton fez nos anos anteriores", disse Rice durante encontro com editores e repórteres do jornal New York Post. O jornal publicou seus comentários após Clinton participar do programa Fox News Sunday em entrevista combativa, na qual defendeu sua administração da ameaça imposta por Osama bin Laden, e disse ter "trabalhado duro" para conseguir matar o líder da Al-Qaeda. "Essa é a diferença entre eu e alguns, incluindo todos os direitistas que me atacam agora", disse Clinton na entrevista. Eles tiveram oito meses para tentar, e não tentaram". Rice contestou a avaliação. "A noção, de que de alguma forma, a administração Bush se sentou e não fez isso (perseguir bin Laden) é totalmente falsa - e eu acho que a comissão de 11 de Setembro entendeu isso". Rice também contestou a afirmação de Clinton, de que ele teria "deixado uma estratégia antiterror abrangente" para os próximos funcionários quando ele deixou o gabinete. "Não nos deixaram uma estratégia compreensiva para lutar contra a Al-Qaeda", disse Rice ao jornal, da mesma companhia que detém a canal Fox Channel.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.