Rice se diz motivada a buscar consenso

A nova proposta do gabinete libanês para o fim do conflito entre Israel e o Hezbollah é uma evidência do que a jovem democracia pode funcionar como um governo saudável, disse a Secretária de Estado Americana Condoleezza Rice neste sábado ao voltar para o Oriente Médio."O mais importante é que mostra o governo libanês funcionando como governo libanês", afirmou. Depois da chegada em Jerusalém neste sábado, é esperado que ela encontre o primeiro-ministro Ehud Olmert e a ministra das Relações Exteriores, Tzipi Livni.Em Beirute, políticos do Hezbollah assinaram uma pacote propondo a paz que inclui reforço de forças internacionais no sul do Líbano e o desarmamento de guerrilhas, disse o governo. O acordo, feito numa reunião de gabinete, foi a primeira vez que o Hezbollah concordou com a proposta para por fim na crise. Por enquanto, militantes do Hezbollah dizem estar usando um novo e poderoso foguete em seus ataques.Rice não divulgou detalhes sobre como será o plano para o envio de forças internacionais. Discute-se um número de 15 mil a 20 mil homens. Vários estados poderiam ser solicitados para contribuir com as forças, que poderiam operar sob a orientação das Nações Unidas."Obviamente, nós estamos tentando chegar a um cessar-fogo o mais rápido possível", acrescentou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.