Darren Hauck/Arquivo/Reuters
Darren Hauck/Arquivo/Reuters

Rick Santorum anuncia desistência da corrida republicana nos EUA

'A corrida presidencial acabou para mim', disse o ex-senador pela Pensilvânia; campanha seria retomada hoje

estadão.com.br,

10 de abril de 2012 | 15h23

Texto atualizado às 16h21

 

GETTYSBURG, PENSILVÂNIA, EUA - O pré-candidato republicano à presidência dos Estados Unidos Rick Santorum anunciou nesta terça-feira, 10, a desistência da corrida e a suspensão de sua campanha eleitoral. O anúncio foi feito em Gettysburg, na Pensilvânia, Estado pelo qual ele foi senador. "A corrida presidencial acabou para mim", disse.

 

Veja também:

especialPERFIL: Conheça os pré-candidatos republicanos

tabela ESPECIAL: Eleições nos EUA 2012

 

Santorum anunciou a desistência um dia depois de sua filha, Isabella, ter recebido alta de um hospital, de acordo com a CNN. A menina, de 3 anos, tem uma anomalia cromossômica rara, segundo a AFP. O ex-senador mencionou o assunto no discurso que fez diante de apoiadores, para quem ele disse ainda que um "caso de amor tem sido visto Estado a Estado".

 

"Apesar de a campanha presidencial ter acabado para mim, não abandonamos o combate", disse o ex-senador durante uma coletiva de imprensa. A Pensilvânia, Estado natal de Santorum, realizará primárias no dia 24 de abril, dentro de duas semanas. Pesquisas mostravam que ele poderia perder na prévia do Estado, o que teria motivado a desistência.

 

O político ultraconservador pretendia retomar hoje sua campanha, após uma pausa para o feriado da Páscoa, marcado pela hospitalização da filha.

 

Romney

 

A saída de Santorum da disputa republicana abre caminho para Mitt Romney, que está na frente no número de delegados obtidos em prévias realizadas em diversos Estados americanos. Ao longo do discurso de 14 minutos, Santorum não fez nenhuma menção a Romney. Segundo a imprensa americana, o ex-senador ligou para o opositor nesta terça de manhã para anunciar a desistência.

 

Embora ainda não confirmada, a candidatura de Romney para disputar as eleições está quase certa. Ele precisa de 1.144 delegados para confirmar a candidatura. As eleições ocorrem em novembro, quando o presidente democrata Barack Obama tentará se manter no poder.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.