Rio transborda e inunda 11 aldeias na China

Onze cidades da província oriental de Fujian foram inundadas, após as fortes chuvas causarem o transbordamento de um rio e a conseqüente ruptura de um dique, segundo a agência oficial Xinhua.Segundo a agência, por enquanto não se sabe o número de mortos e de perdas materiais causados pelo desastre natural ocorrido no distrito de Changting, que acontece em plena temporada de chuvas na China.Desde o fim de maio, quando começou a temporada de fortes chuvas, 55 pessoas morreram e 12 continuam desaparecidas em Fujian. As fortes chuvas causaram diversos deslizamentos de terra e enchentes e romperam parte dos trilhos da ferrovia que liga Pequim a Hong Kong.Um funcionário do quartel-general de Controle de Inundações e Auxílio contra a Seca da província se negou a dar mais detalhes sobre as perdas.De acordo com esta central, as fortes chuvas começaram nesta quinta-feira no centro e no norte de Fujian, e em duas horas tinham alcançado os 91 milímetros. Com isso, o fluxo do rio acabou rompendo 30 metros do dique situado na cidade de Hetian.Em seguida, onze povoados foram inundados e mais de 3.500famílias foram afetadas, por isso, deve haver um alto número de vítimas.A Xinhua informa que as casas, as plantações e os meios de produção ficaram submersos, incluindo duas escolas primárias e dois institutos.Prejuízos Fujian é a província que mais sofre com as chuvas que afetam anualmente a China nessa época, com 28 mortos. No mês de maio, 96 pessoas morreram, com prejuízos no valor de US$ 1,6 bilhão. O Governo da região autônoma de Guangxi Zhuang informou naquinta-feira que 12 pessoas morreram na cidade de Wuzhou, devido a um deslizamento de terra e de pedras causado pelas chuvas.Cerca de 300 moradores foram retirados com a ajuda da Polícia local, informou Yu Yuanhui, prefeito de Wuzhou. As chuvas nesta região começaram na quarta-feira, e após mais de onze horas de temporal muitas estradas foram inundadas.O índice pluviométrico na região alcançou 250 milímetros apenas nestas onze horas. Há deslizamentos de terra em três distritos dos arredores da cidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.