Risco de enchentes leva Holanda a retirar moradores

Dezenas de fazendeiros holandeses receberam um ordem do governo nesta quinta-feira para deixarem suas terras ao norte da capital da Holanda, por causa do risco cada vez maior que um dique arrebente e inunde a região inteira. O prefeito local, Ben Plandsoen, disse que a região poderá ficar alagada com pelo menos 40 centímetros de água se o dique quebrar.

AE, Agência Estado

05 de janeiro de 2012 | 14h51

"O dique está saturado. Não sabemos se ele aguenta mais pressão", disse Plandsoen. A Holanda, país densamente povoado, com 17 milhões de habitantes, tem 25% das suas terras abaixo do nível do mar. Nos últimos dias, o país foi atingido por chuvas contínuas. As águas encheram os diques e canais de drenagem e valas de contenção não conseguem devolver água de volta para o mar.

O Ministério da Defesa afirmou que pelo menos 50 soldados estão em alerta, com botes infláveis, caminhões e ambulâncias, para o caso de uma retirada mais ampla de moradores ser necessária no norte do país. Mais cedo nesta quinta-feira, as autoridades bombearam milhões de galões de água para o Mar do Norte, o que reduziu um pouco o nível dos canais de drenagem.

As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.