Risco de explosão adia tentativa de resgate de mineiros

A possível presença de gases tóxicos e o risco de uma nova explosão adiou para hoje a tentativa de resgate dos 29 trabalhadores presos, desde sexta-feira, em uma mina neozelandesa. A operação, que deveria ter sido realizada ontem, foi cancelada após a realização de testes em amostras de gás coletadas no local se mostrarem inconclusivas.

AE, Agência Estado

21 de novembro de 2010 | 09h15

O comandante da polícia Gary Knowles disse não estar pronto para enviar voluntários até que fique comprovada a segurança. "Continuamos confiantes e acreditamos que quando a janela de oportunidade se abrir, estaremos prontos", declarou Knowles.

A explosão ocorreu na jazida de Pike River, localizada ao norte de Greymouth, na Ilha Sul, a aproximadamente 200 quilômetros da capital Wellington. A mina Pike River Coal Co., que produz carvão de alta qualidade para a fabricação de aço, foi aberta há cerca de um ano e estava aumentando sua produção depois de superar uma série de problemas técnicos. Ela fica próxima a uma jazida já fechada, onde 18 trabalhadores morreram em uma explosão em 1968.

Tudo o que sabemos sobre:
explosãominaNova Zelândiaresgate

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.