Rivais discutirão reunificação do Chipre em setembro

Os líderes rivais cipriotas de etnias grega e turca anunciaram hoje que iniciarão em 3 de setembro uma histórica rodada de negociações para reunificar o Chipre, encerrando anos de impasse e alimentando a esperança de que a divisão da ilha, ocorrida há 34 anos, finalmente acabe. O presidente greco-cipriota Dimitris Christofias e o líder turco-cipriota Mehmet Ali Talat acertaram a data de início das negociações em uma reunião realizada na zona-tampão que divide as duas comunidades."O objetivo dessas negociações amadurecidas é encontrar uma solução mutuamente aceita para os problemas do Chipre, salvaguardando direitos fundamentais e legítimos das duas comunidades", afirmou um comunicado conjunto lido por Tayé-Brook Zerihoun, mais alto funcionário da Organização das Nações Unidas (ONU) no arquipélago mediterrâneo.Qualquer acordo que Christofias e Talat alcancem será votado em referendo pelas duas comunidades, dizia o comunicado divulgado hoje. O Chipre é dividido em duas partes desde 1974 - o norte turco e o sul grego, que conta com reconhecimento por parte da comunidade internacional -, quando a Turquia invadiu o arquipélago em resposta a um golpe aplicado por partidários de sua anexação pela Grécia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.