Rivais se reúnem para pedir fim da violência

Em um raro encontro em meio à instabilidade no Egito, representantes de facções de praticamente todo o espectro político do Cairo reuniram-se ontem para reprovar a violência nas ruas. O evento foi organizado pela principal instituição islâmica do país, a Al-Azhar, e incluiu a Irmandade Muçulmana e a Frente Nacional de Salvação, que congrega grupos laicos de oposição. Foram convocados para hoje novos protestos para exigir que o presidente Mohamed Morsi forme um governo de união nacional.

O Estado de S.Paulo

01 de fevereiro de 2013 | 02h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.