Reuters
Reuters

Rival de Karzai reúne multidão de apoiadores no Afeganistão

Campanha presidencial termina com incerteza em relação ao segundo turno; afegãos vão às urnas na quinta

Reuters,

17 de agosto de 2009 | 11h34

O principal opositor do líder afegão Hamid Karzai comandou nesta segunda-feira, 17, último dia de campanha presidencial, uma multidão de apoiadores em uma passeata realizada sob influência de antigos líderes militares e ameaças de violência.

 

Veja também:

link Taleban ameaça reta final de campanha eleitoral no Afeganistão

link Governo afegão admite dificuldade em evitar novos ataques do Taleban

som Enviado especial Lourival Sant'Anna fala do clima violento em Cabul

especial Especial: 30 anos de violência e caos no Afeganistão 

 

Milhares de apoiadores agitaram bandeiras azuis e celebraram o discurso de Abdullah Abdullah, ex-ministro de relações exteriores de Karzai. Uma plataforma de metal utilizada por jornalistas caiu sobre a multidão e feriu várias pessoas.

 

Seguranças de Abdullah chegaram a efetuar rajadas de riffles no estádio nacional de Cabul, antigamente utilizado pelo Taleben como um campo de execução.

 

Pesquisas mostram que Karzai está firme na liderança, com 45% dos votos, mas insuficiente para alcançar a maioria dos eleitores e evitar um segundo turno contra Abdullah, que tem forte apoio da etnia Tajiks no norte do país.

 

A manifestação ocorreu um dia após o antigo líder da milícia Uzbek Abdul Rashid Dostum retornar de seu exílio na Turquia, prometendo ajuda para eleger Karzai já no primeiro turno, que ocorre nesta quinta-feira, 20. 

 

Enquanto Karzai focou sua campanha em construir uma ampla coalisão por trás dos bastidores, Abdullah tem promovido eventos surpresa com forte apoio popular em várias regiões do Afeganistão.

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçãoAfeganistãoKarzai

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.