Rival de Merkel diz que adiaria negociação com EUA

Peer Steinbrueck, rival da chanceler alemã Angela Merkel nas eleições nacionais de 22 de setembro, disse que suspenderia as negociações de um acordo de livre comércio com os Estados Unidos até que Washington fornecesse mais detalhes sobre os programas de vigilância da Agência de Segurança Nacional (NSA, na sigla em inglês).

Agência Estado

25 de agosto de 2013 | 17h28

"Eu suspenderia as negociações até que os americanos esclarecessem se os escritórios do governo alemão e de instituições europeias estão grampeados", disse à rede pública de TV ARD.

Steinbrueck, líder do Partido Social Democrata (SPD) e ex-ministro de Finanças, criticou o governo de Merkel por manter negociações com Washington sobre um acordo que eliminaria barreiras comerciais entre os EUA e a UE, enquanto "não sabemos se os americanos estão debaixo de nossas mesas com dispositivos tecnológicos". Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
AlemanhaeleiçõesEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.