Robert Mugabe diz estar pronto para acordo com oposição

Ministro zimbabuano afirma que o caminho para o país é formar um governo onde 'todos os partidos façam parte'

Associated Press,

08 de julho de 2008 | 19h03

O ministro do Exterior do Zimbábue declarou nesta terça-feira, 8, que o presidente Robert Mugabe está pronto para formar um governo de unidade com os membros do partido da oposição. Mas Simbarashe Mumbengegwi não disse o papel que Morgan Tsvangirai poderá desempenhar. Mumbengegwi afirmou que o caminho para o país é formar um governo onde "todos os partidos políticos façam parte."   Veja também: G8 quer sanções da ONU contra aliados de Mugabe no Zimbábue Oposição rejeita retomar diálogo com governo no Zimbábue Tsvangirai: de líder sindical a inimigo do regime Mugabe: uma história de 3 décadas no poder    Mumbengegwi falou em Ouagadougou, capital de Burkina Faso, para o encontro desta terça-feira, 8, com o presidente do país - membro do Conselho de Segurança da ONU.   Em Nova York, o conselho de 15 nações se encontrou nesta terça para discutir o Zimbábue, e oficiais americanos e franceses disseram que a maioria dos membros apóia a proposta de sanções ao Zimbábue e o congelamento dos bens de Mugabe. Mas eles indicaram também que a Rússia pode vetar o plano.   A votação da resolução americana de sanções contra a violência patrocinada pelo governo zimbabuano está planejada para o fim desta semana.   Tsvangirai disse que não participaria dos diálogos para a formação de um governo com Mugabe se não tivesse um mediador além do presidente sul-africano Thabo Mbeki. O líder opositor pediu que Mbeki deixasse seu papel de mediação, dizendo que o líder sul-africano se recusaria a criticar Mugabe.   No Japão, o G8 condenou a recente eleição de Mugabe, considerando-a ilegítima, e prometeu tomar medidas contra os responsáveis pela violência que tirou Tsvangirai da disputa.   Os líderes do G8 concordaram em mandar um enviado da ONU para ajudar a resolver a crise, mas não mencionaram sanções das Nações Unidas.   Robert Mugabe está no poder no Zimbábue há 28 anos. Apesar das pressões internacionais, seguiu com o pleito presidencial de apenas um candidato em junho, após a oposição se retirar da disputa pela onda de violência. Mugabe se declarou vencedor e inaugurou seu sexto mandato como presidente.

Tudo o que sabemos sobre:
Zimbábue

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.