EFE/Giuseppe Lami
EFE/Giuseppe Lami

Em Roma, presidente do Irã assina contratos e estreita laços com a Itália

País é o primeiro a receber a visita de Hassan Rohani em viagem à Europa; nesta terça-feira, ele deve se encontrar com o papa

O Estado de S. Paulo

25 Janeiro 2016 | 19h43

ROMA - No primeiro dia de sua visita de dois dias à Itália, o presidente iraniano, Hassan Rohani, assinou nesta segunda-feira, 26, uma série de acordos comerciais com o país, menos de duas semanas após a retirada das sanções econômicas contra a República Islâmica. Em uma declaração à imprensa ao lado de Rohani, o primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi, afirmou que os acordos são “apenas o início” nas relações comerciais entre os dois países. 

Rohani começou por Roma sua primeira visita à Europa como presidente, que incluirá um encontro com o papa Francisco no Vaticano, previsto para amanhã. 

Detalhes dos tratados assinados não foram divulgados, mas fontes do governo disseram que os dois países poderiam alcançar acordos que chegam a cerca de € 17 bilhões (US$ 18,42 bilhões) durante a estadia na Itália. Eles se concentrariam nas áreas de energia, infraestrutura e mineração. 

O presidente iraniano lidera uma delegação de 120 empresários e ministros da área de petróleo e gás em busca de contratos bilionários que possam modernizar a economia iraniana após anos de devastadoras sanções contra a economia do país.

No domingo, o Irã anunciou planos para renovar sua frota aérea com a compra de ao menos oito jatos superjumbos A-380 da Airbus, além de aeronaves da Boeing. De acordo com a agência Reuters, o país teria a intenção de comprar 160 aeronaves, a maioria, da Airbus. Rohani desembarca na quarta-feira na França. / REUTERS 

Mais conteúdo sobre:
IrãHassan RohaniItália

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.