Rolls-Royce terá que trocar motores de todos os Airbus A380

Há três semanas, avião de companhia australiana fez pouso de emergência após falhas na turbina

Efe

18 de novembro de 2010 | 03h48

Qantas manteve aviões no chão após problema com turbina do Airbus 380.

 

SIDNEY - Os cerca de 40 aviões Airbus A380 espalhados pelo mundo terão que passar pela troca de seus motores da marca Rolls-Royce, depois que um deles se incendiou em pleno voo neste mês, anunciou a companhia aérea australiana Qantas nesta quinta-feira, 18.

O chefe-executivo da Qantas, Alan Joyce, indicou à imprensa que a companhia negocia com a Airbus a substituição dos motores de seus seis A380 por novos modelos que ainda estão sendo fabricados pelo consórcio europeu.

Há três semanas, um A380 da companhia precisou efetuar uma aterrissagem de emergência em Cingapura após sofrer uma avaria em um dos quatro motores, que explodiu pela combustão de óleo, segundo a investigação preliminar.

Desde então, todos os A380 da Qantas estão fora de operação, embora a companhia tenha dado sequência à compra dos 14 aviões que tinha encomendado à Airbus.

Trata-se do primeiro problema técnico grave desde o primeiro voo comercial do maior avião de passageiros do mundo, há três anos. A aeronave, de 73 metros de compimento, pode abrigar até 853 passageiros em seus dois andares.

Tudo o que sabemos sobre:
Rolls-RoycemotoresAirbusaviões

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.