Roma vive sábado de protestos contra Bush

Presidente americano George W. Bush visita Itália e Vaticano após reunião do G8

Agencia Estado

15 Junho 2007 | 02h48

Milhares de manifestantes antiglobalização e ativistas de esquerda se uniram na capital italiana neste sábado, 9, para protestar contra o presidente americano, George W. Bush, durante sua visita a Itália e o Vaticano. A Polícia se posicionou na região próxima ao Coliseu e nas avenidas principais de Roma, numa tentativa de evitar que atos de violência durante os protestos. Helicópteros vigiaram a área. A imprensa local afirma que pelo menos 10 mil policiais fazem a segurança da cidade durante a visita do presidente americano. Os participantes dos protestos levavam faixas com a frase "Bush, Go Away. Prodi, Go Away." (Bush, vá embora. Prodi, vá embora).Três pessoas foram detidas durante o ato. Apesar dos atos antiglobalização e contra a guerra, os partidos de esquerda italianos planejam um ato separado neste sábado. A embaixada dos Estados Unidos na Itália alertou os cidadãos americanos que vivem no país para que evitem os protestos, para que não se tornem alvos dos manifestantes. A porta-voz da Casa Branca Dana Perino disse que não há problemas com os protestos, já que eles fazem parte da democracia.

Mais conteúdo sobre:
protestos Bush Itália

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.