Romney acusa Obama de tentar criar estilo europeu

O republicano Mitt Romney alertou neste sábado que reeleger o presidente Barack Obama pode levar os Estados Unidos em direção aos problemas enfrentados na Europa. Romney, que desafia Obama nas eleições de novembro, acusou o presidente durante a primária republicana de tentar criar uma sociedade de estilo europeu nos EUA. Ele atenuou o discurso depois de ter sido nomeado candidato pelo partido, mas voltou a inflamá-lo em um tour iniciado na sexta-feira que percorrerá cidades pequenas de seis Estados.

Agência Estado

16 de junho de 2012 | 13h50

"Se nós continuarmos no caminho que estamos, nos tornaremos como a Europa, com um governo cada vez maior exigindo mais e mais, prometendo mais e mais e tomando mais e mais", disse ele. Ele apontou para o "desemprego crônico" da Espanha e o "baixo crescimento salarial" da Grécia, num momento em que as 20 maiores economias do mundo (G-20) se preparam para uma reunião no México, na próxima semana.

"É para onde as políticas da Europa levam", acrescentou Romney sobre as condições de Espanha e Grécia. "Eu não quero isso aqui", continuou. "O que eu quero aqui é restaurar os princípios que nos tornaram grandes." Romney fez comentários similares sobre Europa um dia antes, quando iniciou o tour em New Hampshire. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.