Romney diz não há razões para acreditar no Irã

O candidato republicano à presidência dos Estados Unidos, Mitt Romney, disse neste domingo em Israel que os líderes do Irã não estão dando ao mundo "nenhuma razão para se acreditar neles em relação à questão nuclear". O discurso de Romney é o principal acontecimento de sua viagem de uma semana para mostrar como seria sua atuação no cenário internacional e destacar suas habilidades.

AE, Agência Estado

29 de julho de 2012 | 15h19

"Não cometa erros: os aiatolás em Teerã estão testando nossas defesas morais. Eles querem saber quem vai se opor e quem vai olhar o outro lado", disse Romney. "Minha mensagem ao povo de Israel e aos líderes do Irã é a mesma: não vamos fazer vista grossa".

O ex-governador de Massachusetts disse que a ameaça nuclear aumentou nos últimos anos e que o Irã diz que as justificativas de que seu programa tem fins pacíficos "é desmentida por anos de enganos malignos".

"A conduta dos governantes do Irã não nos dá razão para acreditar neles em relação à questão nuclear", disse Romney no discurso, que se seguiu a uma série de reuniões com autoridades israelenses e palestinas. As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
EUAeleiçõesIsraelRomney

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.