Romney e Giuliani arrecadam milhões para campanha

Os pré-candidatos republicanos à Presidência dos Estados Unidos Mitt Romney e Rudolph Giulianibateram o recorde de arrecadação de fundos eleitorais no primeiro trimestre do ano anterior às eleições, com US$ 23 milhões e US$ 15 milhões, respectivamente, disseram nesta segunda-feira fontes de suas candidaturas. O recorde anterior foi estabelecido em 1999 por Al Gore, quando arrecadou US$ 8,9 milhões para o pleito do ano seguinte, seguido pelo republicano Phil Gramm, que obteve US$ 8,7 milhões em 1995. Fontes da candidatura de Romney disseram que o ex-governador de Massachusetts recebeu US$ 23 milhões em doações durante o primeiro trimestre deste ano. O ex-prefeito de Nova York Rudolph Giuliani arrecadou US$ 15 milhões, dos quais US$ 10 milhões foram obtidos durante o mês de março."Considerando nosso começo tardio, estamos muito satisfeitos pela quantia arrecadada em março e vemos como uma indicação positiva do que vem por aí", disse o coordenador da campanha de Giuliani, Mike DuHaime, em comunicado. O dinheiro será utilizado para financiar as amplas operações de campanha em primárias iniciais fundamentais como nos Estados de Iowa e New Hampshire, além de ser usado para anúncios na televisão e para arrecadar mais dinheiro. As doações recebidas pela candidatura de Romney disputam com as obtidas pela senadora Hillary Clinton, que também bateu o recorde anterior ao arrecadar US$ 26 milhões. O ex-senador John Edwards, por sua vez, conseguiu um total de US$ 14 milhões durante os três primeiros meses do ano. No primeiro trimestre de 2003, os quatro pré-candidatos democratas mais bem posicionados nas pesquisas para as eleições do ano seguinte arrecadaram o total de US$ 23 milhões, ressaltou a equipe de Hillary Clinton. O segundo colocado nas pesquisas democratas para as eleições de 2008, Barack Obama, ainda não divulgou seus números. Os outros candidatos republicanos e democratas que aspiram ao cargo do presidente americano, George W. Bush, ainda não divulgaram suas doações, mas terão que apresentar os números antes de 15 de abril, quando deverão enviar suas contas às autoridades eleitorais.O prazo final para informar os números trimestrais das campanhas para a Comissão Federal de Eleição é 15 de abril e os candidatos estão trabalhando para destacar sua capacidade de arrecadação de recursos como um teste prévio de seu sucesso para o que será a campanha mais cara da história dos Estados Unidos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.