Romney vence a segunda prévia consecutiva

Depois de vitória em New Hampshire, ex-governador de Massachusetts se concentrou em ataques contra Obama.

Alessandra Corrêa, BBC

11 de janeiro de 2012 | 11h03

Com 40% dos votos, Mitt Romney venceu a primária republicana de New Hampshire nesta terça-feira, consolidando seu favoritismo para ganhar a indicação do partido para enfrentar o presidente democrata Barack Obama na eleição presidencial de 6 de novembro.

Esta foi sua segunda vitória consecutiva na temporada de prévias. Na semana passada, o ex-governador de Massachusetts já havia saído vitorioso do caucus de Iowa, que abriu o calendário eleitoral americano, apesar da margem de apenas oito votos sobre o segundo colocado, o ex-senador da Pensilvânia Rick Santorum.

"Nós fizemos história esta noite", comemorou Romney assim que sua vitória ficou clara, logo após o encerramento da votação e horas antes do fim da apuração.

A vitória de Romney já era prevista na pesquisas, que nos últimos dias chegaram a indicar uma vantagem de 20 pontos percentuais sobre o segundo colocado.

Ao final da contagem dos votos, Romney venceu com margem de 17 pontos sobre o deputado libertário Ron Paul, que ficou em segundo, com 23% dos votos. O ex-governador de Utah e ex-embaixador na China Joh Hunstman ficou em terceiro, com 17%.

Segundo analistas, nenhum dos dois deve representar uma real ameaça a Romney.

Próxima etapa

Depois de passar os últimos dias se defendendo dos ataques dos outros cinco pré-candidatos de seu partido ainda na corrida presidencial, Romney usou seu discurso de vitória para criticar as políticas do presidente Obama, já de olho em um embate com o democrata, caso seja o escolhido.

Pesquisas realizadas em New Hampshire revelam que a maioria dos republicanos que votaram na primária considera Romney o candidato com maiores chances de derrotar Obama.

De acordo com analistas, o resultado desta terça-feira faz com que Romney chegue fortalecido à Carolina do Sul, palco da próxima prévia, no dia 21, e Estado considerado crucial na escolha do indicado republicano.

Desde 1980, todos os vencedores nas primárias republicanas da Carolina do Sul acabaram ganhando a indicação final do partido para concorrer à Presidência.

Nesta quarta-feira os pré-candidatos já estão na Carolina do Sul, dando prosseguimento à campanha para conquistar um eleitorado considerado mais conservador do que o de New Hampshire e que dá especial importância a questões sociais, como aborto, casamento gay e imigração.

Apesar do resultado modesto em New Hampshire, dois dos pré-candidatos que se identificam com a ala mais conservadora do partido, Santorum e Newt Gingrich, prometeram lutar por melhores resultados na Carolina do Sul.

A ambição destes pré-candidatos é convencer o eleitorado de que são a melhor alternativa contra Romney, um político que algumas alas do partido consideram moderado demais.

O indicado republicano para concorrer à Presidência só será anunciado oficialmente em agosto, na convenção nacional do partido. Mas a expectativa é de que o nome vencedor já seja conhecido antes, ao longo da maratona de prévias ao redor do país. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.