Roqueiro processa McCain por uso de música

O roqueiro Jackson Browne abriu umaação judicial contra o candidato republicano à Presidência dosEUA, John McCain, alegando que teve seus direitos autoraisviolados com o uso não-autorizado da canção "Running on Empty"(1977) num anúncio eleitoral. O processo, aberto na quinta-feira num tribunal de LosAngeles, cita como réus também o diretório nacional republicanoe o diretório partidário de Ohio. Os advogados pedem umaliminar contra o uso da música e uma indenização de 75 mildólares. "Running on Empty" ("Correndo vazio", em tradução literal)serve de fundo para o anúncio que zomba do rival democrata deMcCain, Barack Obama, por sugerir que os norte-americanoscalibrem direito os pneus a fim de economizar gasolina. Os advogados de Browne dizem que, além de não pagar osdireitos autorais, a campanha de McCain também violou a chamadaLei Lanham, ao sugerir que Browne apóia a candidatura deMcCain. "[Browne] é um conhecido ativista liberal de toda a vida,apoiador de candidatos democratas, e usar sua canção e sua voznum comercial que bate em Barack Obama é inadmissível paraJackson", disse o advogado Lawrence Iser. Um porta-voz da campanha de McCain, Brian Rogers, disse quea inclusão de McCain como réu foi um equívoco, já que o anúncioera de responsabilidade única do Partido Republicano de Ohio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.