Rumsfeld defende intervenções no Afeganistão e no Iraque

O secretário da Defesa norte-americano, Donald Rumsfeld, defendeu hoje, em Munique, as operações militares no Afeganistão e no Iraque, considerando "crucial" o sucesso das intervenções dos Estados Unidos n os dois países.Ao discursar na 40ª Conferência Internacional sobre Segurança, Rumsfeld, com ar visivelmente emocionado, lembrou ossacrifícios dos Estados Unidos e de seus aliados durante a guerra da Coréia, na década de 50, que teve "um preço terrível em vidas humanas" ."Valeu a pena? Certamente que sim", considerou o secretário da Defesa norte-americano, acrescentando que "hoje o mundo éum lugar mais seguro porque a coligação libertou 50 milhões de pessoas, metade delas no Afeganistão e outra metade noIraque".Destacou ainda os esforços atuais de "pacificação e de democratização em todo o Médio Oriente, como aconteceu na Europaem 1945", com a derrota do regime nazista. As informações são da Agência Lusa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.