Rumsfeld deve pedir desculpas ao Congresso

O secretário de Defesa dos EUA, Donald Rumsfeld, deverá pedir desculpas ao Congresso por não manter os parlamentares informados sobre os abusos a prisioneiros iraquianos mantidos sob custódia dos EUA, de acordo com assessores do secretário. Rumsfeld faz hoje um depoimento no Capitol Hill, atendendo aos pedidos dos parlamentares para que explique as revelações de tortura de iraquianos por soldados norte-americanos. O secretário deve pedir a formação de uma comissão independente para avaliar os casos de abuso e como o Departamento de Defesa conduziu a questão. Nessa manhã, vários meios de comunicação defenderam a renúncia de Rumsfeld, entre eles a revista "The Economist" e o jornal norte-americano "The New York Times". Parlamentares democratas e outros órgãos de imprensa também pediram a saída do secretário. O presidente George Bush, porém, defendeu ontem a permanência de Rumsfeld, embora tenha pedido desculpas, pela primeira vez, pelas torturas cometidas pelos soldados americanos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.