Rumsfeld diz que ameaça terrorista nunca foi tão grande

Apesar do progresso no combate ao terrorismo, a ameaça é maior hoje do que em qualquer outra época porque as armas disponíveis são muito mais perigosas, declarou nesta quinta-feira o secretário de Defesa dos Estados Unidos, Donald Rumsfeld."O inimigo, quando enfraquecido e sob pressão, ainda é capaz de uma ação global, ainda possui determinação para matar mais americanos e tentará fazê-lo com armas cada vez mais poderosas", considerou o secretário durante evento no Clube Nacional de Imprensa.Segundo ele, a estratégia americana engloba fazer tudo o que estiver a seu alcance para impedir que o inimigo obtenha armas de destruição em massa, melhorando a segurança interna e a análise de informações e ajudando nações amigas a melhorar no combate a "terroristas" dentro de seus próprios territórios."Como eles se favorecem das sombras, sem exércitos visíveis, e estão dispostos a aguardar longos períodos entre um ataque e outro, existe uma tendência a se subestimar a ameaça por eles representada", declarou Rumsfeld em discurso aos formadores de opinião.De acordo com o secretário, existem aproximadamente 20 organizações com relações com a rede extremista Al-Qaeda conduzindo operações consideradas terroristas atualmente no mundo.Durante uma sessão de perguntas e respostas, uma manifestante foi até a frente de Rumsfeld e o acusou de forçar uma guerra injusta no Iraque antes de ser retirada à força do recinto. Depois que a pacifista foi retirada, Rumsfeld buscou minimizar o constrangimento: "Nós a consideraremos indecisa".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.