Rumsfeld pede mais armas contra "império radical islâmico"

O secretário de Defesa dos Estados Unidos, Donald Rumsfeld, pediu que os aliados de seu país aumentem os gastos militares, para evitar o nascimento de um "império global do extremismo islâmico". Ele também pediu que se trabalhe por uma "solução diplomática" para deter o programa nuclear iraniano. "O regime iraniano é, hoje, o principal patrocinador do terrorismo no mundo", disse ele, num discurso preparado com antecedência. "O mundo não quer, e deve trabalhar unido para evitar, um Irã nuclearizado".Rumsfeld foi à Europa para discursar numa conferência focada na relação entre os EUA e os aliados europeus. Segundo o secretário americano, os terroristas pretendem usar o Iraque como "fronte central", transformando o país numa área de recrutamento e treinamento, como fizeram no Afeganistão. Ele disse que "foi declarada guerra a todas as nossas nações".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.