Rumsfeld vê "ameaça terrorista" na América Latina

O secretário da Defesa dos Estados Unidos, Donald H. Rumsfeld, afirmou que existe uma "ameaça terrorista significativa na América Latina". Falando a integrantes da Força-Tarefa Conjunta Bravo, uma unidade militar norte-americana encarregada de missões de treinamento e combate ao narcotráfico na região, Rumsfeld disse que "nesta região nós sabemos que existem terroristas, seqüestradores e traficantes de drogas. Algumas vezes, são as mesmas pessoas fazendo todas essas três coisas. E isso é uma ameaça muito séria. trata-se de uma ameaça verdadeiramente global".Rumsfeld fez uma parada de cerca de uma hora para visitar a base da Força-Tarefa Bravo antes de seguir para Tegucigalpa, a capital de Honduras, onde se reuniria com o presidente Ricardo Maduro, antes de retornar a Washington.Antes disso, o secretário da Defesa havia passado um dia na Colômbia, onde se encontrou ontem com o presidente Álvaro Uribe, a ministra da Defesa, Marta Lucia Ramirez, e comandantes militares locais. Em Bogotá, Rumsfeld anunciou a aprovação, pelo presidente George W. Bush, do plano de retomar os vôos de vigilância e interdição contra aviões suspeitos de participação no narcotráfico.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.