R.Unido defende detenção de David Miranda em Londres

O governo do Reino Unido defendeu a detenção do brasileiro David Miranda, companheiro do jornalista norte-americano Glenn Greenwald, por nove horas no aeroporto de Heathrow, em Londres. Segundo o Ministério do Interior britânico, as autoridades "têm o dever de proteger o público e a segurança nacional" do país.

AE, Agência Estado

20 de agosto de 2013 | 09h05

O Ministério disse também que a polícia está certa em parar pessoas suspeitas de possuir "informações de grande importância roubadas que ajudariam terrorismo".

Miranda foi detido e mantido incomunicável pelas autoridades britânicas neste domingo, com base na lei de combate ao terrorismo do país europeu. O companheiro do brasileiro, Glenn Greenwald, é um dos jornalistas para os quais o ex-agente dos EUA Edward Snowden revelou documentos secretos sobre espionagem cibernética praticada pelos Estados Unidos, incluindo a governos de países parceiros. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
reino unidodavid miranda

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.