Ruralistas fazem locaute contra Cristina Kirchner

As quatro associações ruralistas da Argentina iniciam hoje um novo locaute agropecuário em protesto contra o governo de Cristina Kirchner.

BUENOS AIRES, O Estado de S.Paulo

15 Junho 2013 | 02h07

Durante o período de paralisação de cinco dias, os produtores agropecuários que integram a Sociedade Rural, Federação Agrária, Confederações Rurais Argentinas (CRA) e Confederação Intercooperativa Agropecuária (Coninagro) suspenderão a comercialização de todos os produtos, com exceção de verduras e leite.

Os ruralistas protestam contra a política econômica de Cristina, especialmente os impostos pagos pelo setor agrícola. Os manifestantes também criticam a falta de medidas para combater a inflação, que está provoca perda de competitividade para os produtores argentinos. Os ruralistas exigem ser recebidos pelo governo. No entanto, a Casa Rosada rechaça uma reunião com as quatro associações em conjunto. / ARIEL PALACIOS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.