Homem-bomba foi responsável por explosão em metrô de São Petersburgo, diz agência russa

Homem-bomba foi responsável por explosão em metrô de São Petersburgo, diz agência russa

O presidente Vladimir Putin se reuniu com os serviços de segurança para discutir o incidente e depositou flores na estação de metrô onde a explosão ocorreu

O Estado de S. Paulo

03 Abril 2017 | 14h31

MOSCOU - Um homem-bomba foi o responsável pela explosão no metrô de São Petersburgo nesta segunda-feira, 3, que matou 11 pessoas e feriu 45, disse um agente de segurança à agência russa de notícias Interfax, citando informações preliminares.

A fonte também disse à Interfax que as autoridades tinham identificado o suposto homem-bomba e o suspeito tinha 23 anos e era da Ásia central, tendo carregado o artefato explosivo na estação de metrô em uma mochila.

Um homem que foi flagrado por câmaras de vigilância e era anteriormente suspeito de ter participado da explosão se apresentou à polícia e disse não ter desempenhado papel algum no episódio, segundo a Interfax.

Ao mesmo tempo, agências de notícias russas relataram que o presidente Vladimir Putin se reuniu com os serviços de segurança para discutir o incidente e depositou flores na estação de metrô onde a explosão ocorreu.

Investigação. As autoridades da Rússia anunciaram mais cedo a abertura de uma investigação por ato terrorista. "A investigação foi aberta por ato terrorista", indicou o Comitê de Investigação russo em um comunicado, acrescentando que os investigadores vão examinar "todas as outras eventuais pistas". / AFP e REUTERS

Mais conteúdo sobre:
MOSCOU Rússia Terrorismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.