Rússia abre quatro rotas aéreas polares

Após três anos de negociações, a Rússia abriu nesta quinta-feira três rotas polares para aviões comerciais, numa iniciativa que poderá reduzir em duas horas a duração dos vôos entre a Ásia e a América do Norte e proporcionará uma economia de milhões de dólares. As novas rotas permitirão vôos sem escalas para aviões que percorrem longas distâncias, entre cidades como Vancouver e Pequim ou Nova York e Bangcoc. O governo russo permite a realização de alguns vôos comerciais sobre o Pólo Norte desde 1998, com o objetivo de analisar a viabilidade das novas rotas aéreas. "As quatro novas rotas foram abertas oficialmente para a aviação comercial nesta quinta-feira", disse o vice-ministro russo de Transporte, Pavel Pozhkov.

Agencia Estado,

01 de fevereiro de 2001 | 19h22

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.