Rússia: Acordo com Irã elimina necessidade de escudo

O acordo em torno do programa nuclear iraniano eliminará no longo prazo qualquer necessidade de um sistema de antimísseis na Europa, afirmou nesta quarta-feira o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov.

AE, Agência Estado

04 de dezembro de 2013 | 13h04

O governo dos Estados Unidos alega que o escudo antimísseis que pretende instalar em diferentes pontos da Europa tem como objetivo proteger seus aliados na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) e fazer frente ao que vê como uma ameaça representada pelo Irã.

A Rússia opõe-se ferrenhamente ao escudo antimísseis, pois considera o sistema uma ameaça a sua segurança e exige garantias de que os mísseis não ficarão apontados para seu território.

Hoje, depois de uma reunião com chanceleres da Otan em Bruxelas, Lavrov disse a jornalistas que não haverá "nenhuma razão" para o escudo antimísseis se o acordo com o Irã for plenamente implementado.

O ministro das Relações Exteriores da Alemanha, Guido Westerwelle, também observou uma relação entre o acordo com o Irã e o escudo antimísseis.

"Aquilo que obtivemos até agora em relação ao programa nuclear iraniano nos dá esperança em outros contextos também, inclusive na difícil questão do escudo antimísseis", disse ele a jornalistas em Bruxelas.

"É óbvio que esses assuntos estão relacionados", prosseguiu o alemão. "Quanto mais progresso obtivermos em relação ao programa nuclear iraniano, maiores os efeitos sobre o programa de defesa antimísseis e maiores são as chances de superarmos as dificuldades com a Rússia em relação a isso", explicou Westerwelle. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
IrãnuclearRússiaescudoantimísseis

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.